Please reload

Posts Recentes

Óticas Kika recebe o presidente da Hoya Brasil em Juiz de Fora

June 25, 2020

1/9
Please reload

Posts Em Destaque

Ray-Ban: o início de um império ótico

August 3, 2017

Você provavelmente associa Ray-Ban a duas coisas: 

1 - Tom Cruise;

2 - O modelo Aviador que ele usou em "Top Gun".

 

Pois bem, a Ray-Ban é uma marca conhecida mundialmente, principalmente entre os apaixonados por óculos (e também pelo Tom Cruise). Com os modelos mais variados ela conquistou todo o tipo de público, mas você conhece a história desse império? Não? Então fica tranquilo porque vou te contar que a Ray-Ban não é só o rostinho divo do Tom Cruise em "Top Gun".

 

A história

 

Em meados da década de 1920, os países ricos já investiam na indústria aérea e por isso, as aeronaves eram cada vez mais modernas e capazes de voar sempre mais alto, porém os pilotos sofriam com a intensa claridade acima das nuvens que causava perigosas distorções visuais.

 

O tenente e piloto de testes da força aérea americana, John A. MacCready certo dia acabou com irritação e danos em sua retina por ficar muito tempo exposto ao sol. Foi então que o tenente procurou a Bausch & Lomb (um dos maiores fornecedores de produtos para saúde dos olhos) e fez um desafio: que eles desenvolvessem uma proteção ocular para os pilotos que garantisse um campo claro de visão, mas que também lhes proporcionassem uma boa aparência para manter o status de poder dos militares.

 

A empresa aceitou o desafio e depois de alguns anos de pesquisas apresentou, em 1937, o Anti-Glare Aviator, inspirado nas primeiras máscaras criadas para pilotos de avião. Os óculos tinham lentes verdes de cristal mineral, armações de metal banhadas a ouro, pesavam 150 gramas e refletiam e bloqueavam um alto percentual de luz visível além dos raios ultravioleta e infravermelho. Os pilotos imediatamente adotaram os óculos e assim, o modelo Aviador se tornou um estilo bem conhecido de óculos de sol dada a sua popularidade na força aérea americana.

 

E foi assim que nasceu a Ray-Ban! Logo após apresentar o desafio pronto, a Bausch

& Lomb registrou a patente da nova marca. O nome veio da própria demanda: "banir os raios solares", resultado da mistura do termo "raio", em inglês: Ray e as três primeiras letras da palavra "banir", em inglês: Bannish.

 

Durante a década de 50, o designer Raymond Stegeman criou o modelo Wayfarer feito com armação de acetato. O design foi inspirado nos carros da época com traseira estilo rabo-de-peixe. Raymond vendeu o protótipo para a Bausch & Lomb que registrou a patente como Ray-Ban Wayfarer.

 

Ray-Ban em Hollywood

 

O objetivo inicial era vender os Wayfarer também para pilotos, entretanto, foi comumente adotado por artistas. Eles ganharam grande popularidade na década de 1950 e 1960, especialmente após terem sido usados por James Dean em "Juventude Transviada" e Audrey Hepburn no filme "Bonequinha de Luxo".

Apesar do sucesso nos anos 50 e 60, o modelo caiu no esquecimento e então a marca resolveu investir inserindo o Wayfarer em vários filmes hollywoodianos. O que deu certo. Os óculos se tornaram um clássico da moda e fizeram história em cada geração desde a sua criação.

 

Nos 20 anos seguintes a Ray-Ban diversificou seus modelos e se firmou como uma das maiores marcas do setor ótico e vem atravessando gerações. Atualmente, a Ray-Ban pertence ao grupo italiano Luxottica (maior empresa fabricante de óculos do mundo).

 

Curiosidades

 

1- A Ray-Ban foi a primeira marca ótica a fabricar estojos para proteger os óculos.

 

 

2- O modelo Havana Shooter reinterpreta o clássico modelo Aviador e adiciona uma delicada ponte dupla e detalhe em acetato na barra superior da armação.

O detalhe trazido pela circunferência entre as lentes é conhecido por ter sido muito utilizados por caçadores que apoiavam seus cigarros ali durante suas atividades.

 

3- Os óculos são inspecionados cerca de 20 vezes durante o processo de fabricação, eles passam por inúmeros testes para certificar se realmente as lentes serão capazes de absorver aproximadamente 65% dos raios solares.

 

4- No Brasil, os óculos aparecem na música “Segurança”, da banda Engenheiros do Hawaii:

"Você precisa de alguém que te dê segurança

Senão você dança

Senão você dança

Ele era o tal, cheio de moral, bon vivant

Parecia um galã, usando óculos Ray-Ban"

 

Agora que você já conhece a história da Ray-Ban já pode escolher seu favorito aqui no site da Óticas Kika levar pra casa e sair divando por aí!

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Procurar por tags